quarta-feira, 30 de dezembro de 2015



Todo o dia é ano novo.
Todo dia é ano novo
Entre a lua e as estrelas
num sorriso de criança
no canto dos passarinhos
num olhar, numa esperança...
Todo dia é ano novo
na harmonia das cores
na natureza esquecida
na fresca aragem da brisa
na própria essência da vida.
Todo dia é ano novo
no regato cristalino
pequeno servo do mar
nas ondas lavando as praias
na clara luz do luar...
Todo dia é ano novo
na escuridão do infinito
todo ponteado de estrelas
na amplidão do universo
no simples prazer de vê-las
nos segredos desta vida
no germinar da semente.
Todo dia é ano novo
nos movimentos da Terra
que gira incessantemente.
Todo dia é ano novo
no orvalho sobre a relva
na passarela que encanta
no cheiro que vem da terra
e no sol que se levanta.
Todo dia é ano novo
nas flores que desabrocham
perfumando a atmosfera
nas folhas novas que brotam
anunciando a primavera.
Você é capaz, é paz 
É esperança
Todo dia é ano novo
no colorido mais bel
odos olhos dos filhos seus...
Você é paz, é amora alegria de Deus.
Não há vida sem volta
e não há volta sem vida
no ciclo da natureza
neste ir e vir constante
No broto que se renova
na vida que segue adiante
em quem semeia bondade
em quem ajuda o irmão
colhendo felicidade
cumprindo a sua missão.
Todo dia é ano novo...portanto...feliz ano novo todo dia!
AD..
Um brinde de paz para nosso planeta tão castigado
pela mãos do homem .
Que venha 2016 trazendo sabedoria  amor fé .
Que possamos juntos caminhar sem se exaltar 
sem guerra apenas PAZ...

4 comentários:

mixtu disse...

no canto dos passarinhos...

Nal Pontes disse...

É isso Evanir, todo dia é dia de ano novo, pois a cada dia que nasce
nos traz esperança para um novo recomeço. Lindas palavras, parabéns pelo poster. Lindo blog. Bjs querida feliz 2016 Amei vc ter citado meu nome no seu blog a viagem.

Antonio Porpetta disse...

Gracias por esos buenos augurios. También te deseo toda clase de felicidades y satisfacciones. Un beso y mi cariño.

Pedro Luso disse...

Evanir,
O melhor comentário que posso fazer é transcrever este trecho do seu poema:

"Não há vida sem volta
e não há volta sem vida
no ciclo da natureza
neste ir e vir constante
No broto que se renova
na vida que segue adiante
em quem semeia bondade
em quem ajuda o irmão
colhendo felicidade
cumprindo a sua missão."

Uma boa semana.
Abraços.