terça-feira, 29 de julho de 2014



POETAS

Ai as almas dos poetas
Não as entende ninguém;
São almas de violetas
Que são poetas também.

Andam perdidas na vida,
Como as estrelas no ar;
Sentem o vento gemer
Ouvem as rosas chorar!

Só quem embala no peito
Dores amargas e secretas
É que em noites de luar
Pode entender por poetas

E eu arrasto amarguras
Que nunca arrastou ninguém
Tenho alma para sentir
A dos poetas também!


16 comentários:

Silenciosamente ouvindo... disse...

Os poetas são seres inquietos...
São seres muito sensíveis.
Vêem mais do que os que não
têm essa sensibilidade.
Desejo que esteja bem.
Bom domingo.
Bj.
Irene Alves

Nal Pontes disse...

Linda poesia. bjsss

PERSEVERÂNÇA disse...

Sra. Ivanir,
que bom visitar mais esta página que a senhora nos privilegia com tanta ternura.
Gostei muito daqui também.
Deixo beijinho em seu coração.
Quando a senhora visitar o Perseverança deixe seu link para que outros blogueiros conheçam seus trabalhos tão belos.
Nicinha

Zui Galvão disse...

Linda e triste! É a alma do Poeta!
Estou conhecendo este seu cantinho e passo a seguir.
Abraços.

Teresa Almeida disse...

No primeiro olhar fico enternecida.É que a tua poesia tem um toque singular, respira imensa ternura.
Obrigada, minha querida. Fico feliz por viajar contigo.
Beijinho.

Teresa Almeida disse...

Num primeiro olhar fico enternecida. É que a tua poesia respira imensa ternura.
Obrigada, minha querida.
Fico feliz por viajar contigo. Beijinho.

Pedro Luso disse...

Parabéns, Evanir, por este seu belo poema.
Abraços.

Neiva Silva disse...

Sensível e lindo em todos os detalhes. Beijos Evanir!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amiga passei por aqui e deixo-lhe
um beijinho e desejo que esteja
bem.
Irene Alves

EU disse...

Gostei muito do poema, Evanir.
Vim até até aqui, pois participei no ostra, lendo e votando (e votei no seu poema) E qual não foi o meu espanto quando verifico que é a mesma Evanir que, de vez em quando, me visita. Vou continuar a ver os outros blogues (vc tem tantos que me será impossível ir a todos).
Parabéns!
Bjo :)

Julia L. Pomposo disse...

Las almas de los poetas llevan un mensaje especial de paz y amor.
Besos

Edith Lobato disse...

Belíssimo poema em trova. Já te sigo. Achei lindo teu blog. Uma feliz semana.

Marina Fligueira disse...

¡Hola, Evanir!!!

Tú si que tienes alma grande de poeta. ¡Estos versos lo dicen muy claro! Son exquisitamente deliciosos bordados con hilos de oro puro, que son los hilos del alma del poeta.

Ha sido un inmenso placer pasar a leerte. Me quedo por aquí con tu permiso.

Te dejo mi gratitud y mi estima siempre.
Un abrazo y se muy muy feliz.

Sérgio Santos disse...

Lindo e tocante. Bjssss

JOTA ENE ✔ disse...

Gostei do que li... e 'vamos' acreditar que o amor é eterno!

Beijos... muitos !

dinapoetisadapaz disse...

Olá amiga, Evanir!
Poetas são loucos dotados de sensilbidade aguaçada e de olhos ladinos.
Adorei seus versos ! Parabéns!

Bjs da amiga, Diná